Johnnie Langendorff foi o verdadeiro herói do tiroteio ocorrido no Texas 51138

É impressionante como a mídia brasileira tenta fazer o cidadão de otário!

Com o recente avanço de Jair Bolsonaro nas pesquisas eleitorais (vale ressaltar que não estamos fazendo campanha para o mesmo), os grandes jornais e revistas decidiram simplesmente abafar alguns casos do noticiário.

Bolsonaro defende claramente sua posição com relação ao porte de armas. (porte legal de armas) 

Ontem (05/11) um atirador abriu fogo contra uma igreja na cidade de Sutherland Springs, Texas, EUA.

Infelizmente, 26 pessoas vieram a óbito e outras 20 ficaram feridas […] foi o bastante para que todos os jornais colocassem Bolsonaro e a fatalidade acontecida nos EUA no mesmo balaio.

A grande (e desonesta) mídia brasileira simplesmente informou que “o atirador foi encontrado morto após uma perseguição”.


 


Onde queremos chegar?

Um morador vizinho da igreja, chamado Johnnie Langendorff (imagem acima), percebeu o que estava acontecendo, pegou sua arma e iniciou sua caçada ao atirador.

Langendorff (um civil armado) conseguiu evitar que a desgraça fosse ainda maior.

A policia americana ainda está investigando se foi o rifle desse herói civil ou uma segunda arma (também de um outro civil) que deu o tiro fatal no assassino Devin Kelley, de 26 anos.

O fato é que, tanto Langendorff quanto esse segundo civil (que preferiu manter anonimato), são os verdadeiros heróis desse domingo sangrento que ficará marcado na história da América.

Portanto, caro internauta, não seja feito de trouxa pela mídia (vendida) e desarmamentista deste país […] foi justamente o ato heroico de dois civis que conseguiram parar o ato criminoso de um doente mental.

Já ressaltamos aqui (diversas vezes) que não são as armas que matam e sim os cidadãos mal intencionados.

Uma prova disso são os recentes ataques que ocorreram na Europa […] em vários deles, os assassinos usaram carros, caminhões, facas, enfim, outras opções que não incluíam armas de fogo.

Ahhh … tivemos também um episódio recente no Brasil onde um vigia de uma creche usou “fósforo” e “etanol” para matar e ferir crianças inocentes.

Pare e pense:

Os bandidos, independente da liberação ou não do uso de armas, continuarão com suas pistolas, fuzis, rifles, etc … Eles continuarão fazendo suas vítimas.

Liberar armas (devidamente registradas e amparadas pela lei) não aumentará o número de homicídios contra civis de bem.

O número de assassinatos poderá SIM ser maior … mas somente entre os vagabundos, ladrões, bandidos, etc…

Nosso país precisa dessa nova estatística […] uma realidade onde vagabundos possam sentar no colo do capeta ao invés de serem sustentados (nas cadeias) com o dinheiro público.

(Patrícia Carvalho)


publicidade

Most Popular Topics

Editor Picks

error: Content is protected !!